Quando devo procurar um fonoaudiólogo?

Existem alguns motivos que necessitam de avaliação e acompanhamento fonoaudiológico. E eles podem estar presentes mesmo antes da criança começar a falar as primeiras palavrinhas.

As alterações variam de acordo com a idade e o desenvolvimento de cada criança. Vale a pena consultar um fonoaudiólogo quando o bebê apresenta algumas dificuldades de alimentação/amamentação, mastigação e introdução de novos alimentos além de recusa alimentar associados ou não a algum outro atraso motor como sentar, engatinhar ou andar. Já no caso de crianças maiores, além das questões alimentares, pode haver atraso/dificuldade na fala e no modo de se comunicar, e quando maiores podem aparecer problemas na fase de alfabetização (dificuldades de leitura e escrita).

É importante ressaltar que em um desenvolvimento típico, as primeiras palavras aparecem em torno dos 12 meses. Por volta dos 2 anos já conseguem construir frases com duas palavras ou mais. É esperado que entre 4 e 5 anos todos os fonemas estejam presentes na fala, sendo que em geral os últimos fonemas instalados são o “r” de prato e o “l” de blusa, por exemplo.

Em geral pediatra, dentista e professor são os primeiros profissionais que sinalizam alguma dificuldade da criança. Mas os pais e familiares podem ficar atentos se a criança apresentar dificuldade em mamar e sugar, engolir, mastigar, soprar ou se fica com a boca muito tempo aberta, se baba muito, se não fala as palavras corretamente ou se demora para falar, se não responde aos chamados ou não percebe sons ambientes como a campainha da casa ou latidos de cachorro ou se não se interessa por brinquedos ou outras crianças por exemplo.

Caso surjam essas ou outras dúvidas, consulte um fonoaudiólogo.

 

Conheça a Espaço Habilitar!

(21) 2523-0382 / (21) 98350-1761
contato@espacohabilitar.com.br
Rua Raul Pompéia, 12 – 4º andar – Copacabana

0 comentátios

Deixe um comentário!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *